MATÉRIAS DA FIC FRIO

 

 

DETECÇÃO DE VAZAMENTO POR SNIFFER

Minuciosas avaliações são realizadas por meio de testes de qualidade nos produtos Tecumseh
 

A produção das unidades condensadoras da Tecumseh envolve procedimentos que asseguram bom funcionamento antes da liberação dos produtos para o mercado. Para a identificação de possíveis vazamentos, por exemplo, diversos testes são realizados.

A detecção através de espectrômetros de massa é um dos procedimentos mais importantes para avaliação de vazamentos, evitando que entre umidade na unidade condensadora e provoque corrosão. Dessa forma, é possível impedir demais problemas de funcionamento e consequentes gastos com manutenção.


Identificação de vazamento


Para iniciar a detecção de vazamento por espectrômetro de massa com sniffer manual, dois conectores são interligados no lado de alta e baixa pressão da unidade condensadora. Após ser escaneada, o botão da Estação de Testes de Vazamentos é acionado para a primeira etapa do processo: aplicar o vácuo em toda a unidade. Na segunda etapa, chamada enchimento, é inserido gás hélio para a detecção de vazamento.

Em seguida, o operador passa o sniffer por todos os pontos de soldas e válvulas. Uma luz verde ou vermelha se acenderá no equipamento para indicar se o produto foi aprovado ou reprovado, respectivamente, no teste.

Se for detectado vazamento, o gás entrará no espectrômetro através de um orifício e isso será indicado no visor do sniffer, que ficará na cor vermelha. Nesse caso, a unidade retorna para o processo de montagem, passando por nova soldagem ou por substituição de componentes para a solução do problema.

Finalizado o processo de detecção, o gás hélio que não foi dissipado (cerca de 90%) durante o teste é transferido para câmaras para reaproveitamento em procedimentos futuros.


Outros procedimentos


A Tecumseh também realiza outros tipos de avaliação em linhas automatizadas.

No teste de vazamento através de espectrômetros de massa aplicando gás hélio, por exemplo, após a montagem dos compressores, 20 psi do gás são colocados em seu interior antes da passagem por uma esteira que os leva, de dois em dois, para uma câmara que promove vácuo e identifica possíveis escapes.

Já na avaliação por imersão em banheira com aplicação de nitrogênio (N2), as unidades são preparadas com conectores e plugs para receberem ar seco e são mergulhadas em uma banheira, para análise manual a partir da identificação de bolhas de ar que indiquem vazamento de gás.

O ACERVO COMPLETO DA FIC FRIO EM UM SÓ LUGAR

Você acompanha todas as matérias da Fic Frio? Aproveite gratuitamente todo o acervo de textos produzidos pela revista desde 2010.

São mais de 20 edições e também números especiais.

Pesquisar matérias:


No final desta página, você pode pesquisar as diversas matérias das revistas pelo ano ou por edição. Confira logo abaixo.